arquivo

Fotografia

blooog

Terminei a leitura no meio do mês de Julho e até já tinha terminado de escrever esse post mas estava quase desistindo de postar (não sei exatamente porque) mas hoje o dia estava bonito aí resolvi fotografar  e postar aqui. E a partir de agora não vou mais fazer um post pra cada livro que eu ler, vou fazer um post todo fim de mês contando o que eu li “leituras do mês”. hahaha

O livro foi escrito por  Matthew Quick  e foi lançado aqui no Brasil pela editora Intrínseca.

O livro começa narrando  a história  de Pat, que acabou de sair de um instituição psiquiátrica (não é mencionado qual a doença, mas no filme é bipolaridade, então deve ser isso no livro também né), ele costuma ter ataques de fúria, principalmente quando ouve a música que tocou em seu casamento (leia e descubra porque). Não se sabe exatamente quanto tempo ele ficou por lá, mas cerca de oito meses e não se lembra porque foi parar na clínica, a qual chama de lugar ruim.

O torcedor fanático dos Eagles e viciado em exercícios físicos, é ignorado pelo pai, não tem mais emprego e foi deixado pela esposa (Nikki), mas como o título já diz, ele tenta sempre ver o lado bom da coisas, da vida e tem uma mãe (Jeanie), um irmão (Jake) e alguns amigos dispostos a ajuda-lo a recomeçar a vida.

Jeanie é uma mulher incrível e tem um amor enorme por seu filho, coisa bonita de se ver.
O pai dele é fanático pelos Eagles,  passa maior parte do tempo no escritório e quase nunca fala com Pat.

intris

Pat é apaixonado por Nikki e tudo que faz depois que saí do lugar ruim é em função dela, tentando sempre ser gentil ao invés de ter razão. Só que como não se lembra das coisas, também não lembra porque Nikki o deixou e sempre que pergunta para alguém sobre ela, as pessoas desconversam e sempre mudam de assunto. Então  ele acredita que está separado dela para que de alguma forma isso não atrapalhe na sua recuperação e chama isso de o tempo separados. Mas aí você vai vendo ao passar da história que não é bem isso…

Em um jantar de um amigo dele de infância (Ronnie) ele conhece, Tiffany que é irmã da mulher de Ronnie (é a menina da capa, que eu achei que representava Nikki). Tiffany é viúva, depressiva, divertida e talvez até um pouco manipuladora.

Depois do jantar, Tiffany começa a seguir Pat todos os dias enquanto ele corre, como já disse, ele é viciado em exercícios físicos, e ao passar do tempo eles se aproximam e ela tenta ajuda-lo a acabar com o tempo separado, mas para isso acontecer ela faz com que Pat tope participar de um concurso de dança com a missão de vencer e então ele resolve participar (mesmo não sabendo dançar, mas ele faz de tudo para reencontrar Nikki), Tiffany meia maluca empoe algumas regras e umas delas é que Pat não poderá assistir os jogos Eagles (porque seria uma distração, e poderia colocar em risco a vitória) para que ele possa estar 100% focado nos treinos. (Não vou contar se eles venceram porque seria spoiler).

Pat e Tiffany criam uma relação que consegue fazer com que o enredo do livro seja bastante divertido.

Enquanto treinam, Pat tem que deixar de assistir os jogos e como essa era uma das formas que ele tinha de tentar se aproximar de seu pai… as coisas só pioram.  O pai dele começa achar que o fato dele ter deixado ver os jogos possa estar dando azar.

Basicamente é isso, vamos juntos com Pat tentando entender o que aconteceu e acabar com o tempo separado e finalmente rever a Nikki.  O livro é simples, mas acho que é isso que o torna tão bom, acho que a melhor forma de vocês entenderem realmente a trama é lendo a história.

mattew

olado

Algumas pessoas disseram que Matthew é um pouco repetitivo mas esse é o primeiro livro que leio do autor e como Pat é deficiente mental achei que a repetição pode ter sido proposital e sendo assim não posso afirmar que ele tem uma escrita repetitiva.

Recomendo muito essa leitura, o livro é curto, tem uma história muito bacana, contém bastante dialogo (não é aquela coisa “zzZz”) e é impresso em um papel muito bom (Chambril), ou seja: não tem porque não ler.

Ah, não gostei do filme… acho que só quem realmente me convenceu foi a Jennifer Lawrence que interpretou a Tiffany e a adaptação não foi tão fiel a o livro.

Sábado bonito, porém acordei as 14h e não sai de casa… mas fotografei.

bokeh

matofrozi

E por fim uma foto dos últimos livros que eu comprei e falei já falei aqui no blog. Comecei Jogos Vorazes anteontem e tô gostando bastante.

jogs

ausas

Anúncios

olivetto4Finalmente terminei de ler “A propaganda brasileira depois de Washington Olivetto”. O livro foi fruto de mais de dois anos de pesquisas e análises das obras de Washington Olivetto  e foi escrito pelo professor João Renha e foi lançado recentemente pela editora LeYa. O autor realiza um minucioso estudo das campanhas de Washington, analisando desde os verbos e adjetivos empregados com mais frequência, até o número de vezes em que uma determinada palavra aparece nos anúncios e filmes criados por ele, a obra completa tem 384 páginas. 

olivetto3

“Difícil imaginar quem não tenha assistido aos comerciais do garoto-propaganda das mil e uma utilidades e não tenha se perguntado – quem teve essa ideia?” Pois é, quem teve essa ideia é o Washington Olivetto. Ganhador de mais de 50 leões em Cannes (festival que anualmente premia os melhores da publicidade) ele também se mostra uma pessoa gentil, mas sempre reconhecendo a qualidade dos seus trabalhos. Além das análises das obras o autor coloca trechos de diversas entrevistas que teve com Olivetto e também cita pessoas que ele admira.

Algumas dessas pessoas citadas ou que foram mencionadas são Monteiro Lobato, Woody Allen, David Ogilvy, Machado de Assis, Seu Jorge, Arnaldo Antunes, Alexandre Machado, Nicolas Brien, João Daniel, Boni, F. scott fitzgerald e vários outros. Além de pessoas ele também cita vários outros livros (alguns do próprio Olivetto) e “convida” o leitor a ler também, de todos que ele citou só li Propaganda: técnica teoria e prática (comentei aqui). No final do livro tem um capitulo onde     várias pessoas falam o que acham de Olivetto (Washington Olivetto por…) são bem legais!

O livro é muito bacana, mas vou confessar que demorei pra terminar porque as vezes cansava, acho que o autor fez um ótimo trabalho mas enrolava um pouquinho sabe? (ou é eu que não estou  acostumado a ler livros assim) mas mesmo assim a leitura é super válida. 

DSCN9417

Separei alguns trechos que estão no livro que gostei (até cheguei a marcar com post it no meu caso clips porque a vida não tá fácil pra ninguém pra não me perder quando fosse procurar pra colocar aqui, não vou por todos que marquei mas separei alguns)

“… Olivetto é um escritor fértil que parece discordar quando alguém lhe chama de workaholic “Trabalho como a formiga, mas me divirto como a cigarra”, costuma dizer aos mais íntimos…”

“Na minha atividade, por mais bem-sucedido que você seja, é fundamental, de vez em quando, tomar um ônibus para ver se as pessoas ainda estão falando: um passinho à frente, por favor.”  Washington Olivetto

“Quem disse que eu vou ficar velho?” – Washington Olivetto

“Eu costumo dizer que eu tenho pouquíssimas qualidades. Umas delas poderia ser considerada um defeito, é a curiosidade. Eu sou um sujeito extremamente curioso e tenho um intuitivo forte. Eu me abasteço da minha curiosidade. E só não abro bolsa de mulher porque é falta de educação”  Washington Olivetto 

DSCN9406

No final do livro tem algumas páginas pretas com imagens de vários comerciais do Olivetto e algumas fotos do próprio. O legal dessas imagens é que durante o livro o autor comenta sobre elas e no final ele cita o número da imagem que corresponde a uma imagem nessas folhas pretas.  A maioria é do Garoto Bombril.

olivetto6

olivetto5Comprei esse livro na Saraiva e se você quer  comprar é só clicar aqui 

pix

youPIX Festival SP 2013 começou dia 05/07 e eu fui  \o/

A internet invade o 2º andar da Bienal em São Paulo pra 2 dias de celebração e discussão sobre a web, seus personagens, tendências, virais e comportamentos. São 7 palcos, 82 atividades, mais de 160 horas de conteúdo e 200 palestrantes, clique aqui pra ver as agendas completas de cada espaço.” Tudo isso aí é gratuito e a entrada é franca.
Só podia entrar quem era maior de 15 anos e os ingressos dessa edição foram virtuais, bem legal!

Não tinha ido em nenhuma outra edição do evento e depois te ter ido só penso em saber quando vai ser a próxima. hahaha

Eu sinceramente fui por curiosidade e pra conhecer o Pc Siqueira e o Otavio, que são caras que sou fã.

Saí cedo de casa (porque moro longe do Ibirapuera, pra vocês terem uma ideia, saí 11:40 pra assistir os caras às 14h, e ainda chegamos uns 5 minutos atrasados). quem mandou se perder também né 

Já no Ibirapuera (morrendo de calor e sede) finalmente chegamos e já estava rolando a palestra que a gente queria assistir.  Nós chegamos e acho que naquele horário era a mais legal (na minha opinião) e por isso era um dos palcos mais cheios ou o mais cheio!
(as fotos estão “granuladas” porque usei muito ISO…)

Ah, já imaginaram um evento desse sem  Wi-Fi? Então… NÃO tinha. Ou seja, 3G congestionada! Fiquei meio decepcionado com isso…

prty

Foi bem bacana assistir e acabei conhecendo outros canais de culinária (todos esses aí que estão sentados fazem vlog) eu só conhecia mesmo o  Role gourmet mas os outros canais são  interessantes também, são:  miolosfritos, cozinhapara2Receitas de MinutoVale dar uma olhada nos vídeos deles!

pcotaviao otavii peceee pcsem

Além de debaterem sobre os canais, eles também deixaram a galera fazer pergunta e quem fizesse a mais “interessante” ganhava uma “porra” do  Role gourmet

tavao tavenho

aa

seila lindinha
peceotavinoh peceeotaviopcpcpc culinaria culinssaria culi celAssim que terminou esse bate papo todo, eles foram tirar fotos com os fãs (eu rsrs, as fotos estão no final do post). Depois de tirar fotos com eles, nós fomos beber algo antes que a gente desmaiasse. Até tinha uma ação lá dentro da Pepsi porém, não bebo nem coca-cola, então muito menos pepsi.

Aí andando pelo segundo andar da Bienal vimos o Cid (Não Salvo ) e o Caue.

naosalvo

caco

Tinha várias ações acontecendo lá dentro, tinha até angry birds “real”, que sinceramente achei uma merda (o elástico não era elástico, sei lá, foi mal feita) . E também tinha cabine pra tirar foto (ação do Bradesco, aprovadíssima).

brids brids2

Depois fomos para área do maior palco que tinha lá, e assistimos “New Media Rockstars” Que tinha o Pc Siqueira novamente! e quem apresentou essa palestra foi  cuidadora do evento.

newnaosalvomaneiro

 pecemalucp pretoebrancofimm hedsdahe  legal neto fimm robo nerdTambém vi @felipeneto @fredericoelboni @naosalvo @cauemoura @jovemnerd e tinha até uma repórter do Pânico na Band.
Ah, esse é o segundo evento que eu vou que fotografo totalmente no manual (uhuul). E justificando o uso de muito ISO é que eu ainda não consegui me entender com o flash e também não queria ficar usando flash na cara deles e de alguma forma atrapalhar, sabe? então!

Saí mais feio do que o de costume nas fotos mas o que importa é que eu consegui uma foto com eles!!!

taviaoE espero que tenham gostado desse post. =]

Image

Comprei a Juice no meio do ano passado (?) já conhecia o ToyCamera  mas foi só mesmo depois que li um post sobre essas câmeras em um blog que fiquei com vontade de comprar… acabei comprando e optei pela Japanese Cow, tem vários outros modelos legais lá e super baratinha.  É uma câmera super básica, só colocar o Filme 35mm e sair fotografando sem medo   (ela não possui flash).

Image

ImageSem título 10

A câmera é bem discreta então eu acabo levando ela pra todo lugar que eu vou e de tanto ela ficar na minha bolsa ela já está com o “adesivo” meio zuadinho, triste…

henrique

luna

Lomography SP. Acho que é minha loja favorita ❤

lomografilomo

Os dois filmes que eu usei foram ISO 200 e o filmes filmes 35mm comum, que você encontra em lojinhas de bairro mesmo. Do primeiro filme saíram poucas fotos porque ~abri~ o filme e acabei queimando várias fotos, se eu não me engano saíram apenas 17 fotos de 36 poses, mas já no segundo filme saiu 29 fotos. E estou torcendo pra consegui revelar um filme e sair as 36 poses!

Sem título 14

Sem título 5

Eu sendo turista na Av. Paulista.
turistantando

Auditório Ibirapuera.
auditorio

Prédios da Paulista.

avpauslita

Ilha Mococa ❤
ilha

MASP – Av. Paulista.
masp

Ambos os filmes, eu usei um filme ISO 200.
pauslita

Pinacoteca!

pinacoteca

Obelisco.

pira

Praia Mococa, acho que minha favorita agora.tavaTênis depois do trote da faculdade, sdds.

vans

Exposição na Oca.

oca
vaticano

Dedão na lente… orelhao Sem título 7

Praia Grande (do litoral norte) Não é a de Santos.Sem título 17Eai, gostaram das fotos? :p